Dra Géssica Moreira

@dragessicamoreira

  • 262 Posts
  • 4 158 Followers
👩‍⚕️Especialista | Saúde da Mulher 📚 Mestre e ♡ por ensinar 👩🏻‍💼Gestação|Pós-Parto|Sexualidade 💖 Vamos Juntas, para melhorar sua qualidade de vida
Hoje, após reavaliar uma paciente que estava com os iliopsoas encurtados e com inúmeros pontos de tensão, refletindo na pelve, na região das escápulas e na cicatriz da cesariana, surgiu a necessidade de falar sobre esse assunto.

Então primeiro de tudo, o que é esse músculo?

É um músculo formado por dois feixes musculares, o músculo ilíaco que tem origem nos dois terços superiores da fossa ilíaca, crista ilíaca e asa do sacro (bem na nossa cintura, indo em direção a pelve). E o, o músculo psoas maior que surge a partir do processo transverso das vértebras lombares, corpos e discos intervertebrais nas últimas torácicas e todas as lombares.

Esses músculos vão se inserir no trocânter menor do fêmur (lá na nossa perna).

O músculo iliopsoas é um importante flexor da articulação do quadril, além de ser o mais forte deles e um potente adutor (causa o fechamento da nossa perna). Quando há uma contração unilateral, ocorre uma flexão lateral da coluna vertebral lombar. Ele também possui um papel importantíssimo na movimentação e estabilização da pelve.

A fáscia que cobre o músculo iliopsoas cria múltiplas conexões fasciais, relacionando o músculo com diferentes vísceras e áreas musculares, entre elas: região torácica, músculo diafragma, rins, pâncreas, aorta descendente, aveia cava inferior, intestino, assoalho pélvico.
Além também de estar conectada ao nosso abdômen e quadrado lombar.

Entendo da anatomia, agora vocês vão entender qual a influência dele na nossa pelve:
[continua nos comentários]

Hoje, após reavaliar uma paciente que estava com os iliopsoas encurtados e com inúmeros pontos de tensão, refletindo na pelve, na região das escápulas e na cicatriz da cesariana, surgiu a necessidade de falar sobre esse assunto. Então primeiro de tudo, o que é esse músculo? É um músculo formado por dois feixes musculares, o músculo ilíaco que tem origem nos dois terços superiores da fossa ilíaca, crista ilíaca e asa do sacro (bem na nossa cintura, indo em direção a pelve). E o, o músculo psoas maior que surge a partir do processo transverso das vértebras lombares, corpos e discos intervertebrais nas últimas torácicas e todas as lombares. Esses músculos vão se inserir no trocânter menor do fêmur (lá na nossa perna). O músculo iliopsoas é um importante flexor da articulação do quadril, além de ser o mais forte deles e um potente adutor (causa o fechamento da nossa perna). Quando há uma contração unilateral, ocorre uma flexão lateral da coluna vertebral lombar. Ele também possui um papel importantíssimo na movimentação e estabilização da pelve. A fáscia que cobre o músculo iliopsoas cria múltiplas conexões fasciais, relacionando o músculo com diferentes vísceras e áreas musculares, entre elas: região torácica, músculo diafragma, rins, pâncreas, aorta descendente, aveia cava inferior, intestino, assoalho pélvico. Além também de estar conectada ao nosso abdômen e quadrado lombar. Entendo da anatomia, agora vocês vão entender qual a influência dele na nossa pelve: [continua nos comentários]

18
6
a day ago
Pra começar a semana com aquele gás! 🚀

Não se cobre tanto!

Vá fazendo aos poucos, quando você vê estará fazendo tudo o que precisa.

Um ótimo domingo meus amores! 💖

 #vamosjuntas

Pra começar a semana com aquele gás! 🚀 Não se cobre tanto! Vá fazendo aos poucos, quando você vê estará fazendo tudo o que precisa. Um ótimo domingo meus amores! 💖 #vamosjuntas

30
0
2 days ago
Dia de festa hoje aqui!! 🥳🎂

Eu que amo aniversário e começo a falar sobre isso um mês antes 😅 pra todo mundo saber.

A cada novo ano, um novo ciclo, um novo aprendizado, uma nova oportunidade.

E eu só tenho que agradecer por esse ciclo, pela saúde, pela minha família, por todas as pessoas que estão ao meu lado e pelo meu trabalho.

Cada pessoa que está aqui também faz parte desse ciclo e muita gratidão a vocês.

Conto com vocês nesse meu novo ciclo, que vai ser MELHOR AINDA.

 #vamosjuntas

Dia de festa hoje aqui!! 🥳🎂 Eu que amo aniversário e começo a falar sobre isso um mês antes 😅 pra todo mundo saber. A cada novo ano, um novo ciclo, um novo aprendizado, uma nova oportunidade. E eu só tenho que agradecer por esse ciclo, pela saúde, pela minha família, por todas as pessoas que estão ao meu lado e pelo meu trabalho. Cada pessoa que está aqui também faz parte desse ciclo e muita gratidão a vocês. Conto com vocês nesse meu novo ciclo, que vai ser MELHOR AINDA. #vamosjuntas

105
75
3 days ago
Sou dessas, e vocês?

🙋🏽‍♀️

 #vamosjuntas

Sou dessas, e vocês? 🙋🏽‍♀️ #vamosjuntas

20
0
4 days ago
Muitas mulheres acreditam que sua constipação não afeta em nada sua vida sexual, mas não é bem assim:

A qualidade da vida sexual é um problema frequente entre as pacientes com síndrome do intestino irritável principalmente motivada por fatores psicológicos, independentemente da gravidade da doença, boa parte das mulheres relata que sua doença afetou negativamente seu status de relacionamento.

Pouco se estuda sobre esse tema, porém os dados na literatura descrevem uma prevalência de disfunção sexual variando de 24 a 83% (bem variável né? Pela ausência de estudos e pela falta de relato das pacientes para os profissionais da saúde que lhe atendem).

E por que essas disfunções acontecem?
- Maior dificuldade de relaxar para a atividade sexual
- Interferência dos sintomas intestinais na atividade sexual
- Dor anal ou vaginal durante a relação sexual
- Baixo interesse sexual
- Menor satisfação sexual
- Prejuízo na imagem corporal e baixa autoestima (principalmente pelo inchaço abdominal)

Essa semana foi toda dedicada aos assuntos intestinais, pois é um tema pouco discutido e que as pessoas ainda tem vergonha de falar sobre isso.

Quero que com essas informações, você preste mais atenção nos seus hábitos evacuatórios.

E se tiver qualquer alteração, procure ajuda.

Esse conteúdo te ajudou em alguma coisa?

 #vamosjuntas

Muitas mulheres acreditam que sua constipação não afeta em nada sua vida sexual, mas não é bem assim: A qualidade da vida sexual é um problema frequente entre as pacientes com síndrome do intestino irritável principalmente motivada por fatores psicológicos, independentemente da gravidade da doença, boa parte das mulheres relata que sua doença afetou negativamente seu status de relacionamento. Pouco se estuda sobre esse tema, porém os dados na literatura descrevem uma prevalência de disfunção sexual variando de 24 a 83% (bem variável né? Pela ausência de estudos e pela falta de relato das pacientes para os profissionais da saúde que lhe atendem). E por que essas disfunções acontecem? - Maior dificuldade de relaxar para a atividade sexual - Interferência dos sintomas intestinais na atividade sexual - Dor anal ou vaginal durante a relação sexual - Baixo interesse sexual - Menor satisfação sexual - Prejuízo na imagem corporal e baixa autoestima (principalmente pelo inchaço abdominal) Essa semana foi toda dedicada aos assuntos intestinais, pois é um tema pouco discutido e que as pessoas ainda tem vergonha de falar sobre isso. Quero que com essas informações, você preste mais atenção nos seus hábitos evacuatórios. E se tiver qualquer alteração, procure ajuda. Esse conteúdo te ajudou em alguma coisa? #vamosjuntas

54
9
4 days ago
Anotou aí na agenda seu compromisso comigo?

SIMMMM, pelo menos 1x ao ano você deve vir a fisioterapia e avaliar sua saúde pélvica.

Mesmo depois da alta.

Mesmo que você nunca tenha vindo.

Mesmo que você não tenha nenhuma queixa.

É um compromisso com você!

Salva esse post e conta comigo!

 #vamosjuntas

Anotou aí na agenda seu compromisso comigo? SIMMMM, pelo menos 1x ao ano você deve vir a fisioterapia e avaliar sua saúde pélvica. Mesmo depois da alta. Mesmo que você nunca tenha vindo. Mesmo que você não tenha nenhuma queixa. É um compromisso com você! Salva esse post e conta comigo! #vamosjuntas

25
4
5 days ago
Respondendo a pergunta de uma seguidora, hoje vamos conversar sobre o tratamento da constipação na fisioterapia pélvica.

Antes de falar de tratamento, deixa eu explicar pra vocês como funciona a avaliação:

- Primeiro começamos com uma conversa, chamada anamnese, onde vamos coletar inúmeras informações, entre elas:
✅hábitos intestinais anteriores (desde a infância, porque sim, nossos hábitos desde pequenininhos vão influenciar na vida adulta – 1/3 das crianças com constipação continuam a ter sintomas graves após a puberdade)
✅quando os hábitos mudaram, 
✅o que os pacientes consideram normal, porque as percepções, influenciadas por  normas sociais e culturais influenciam o relato de sintomas,
✅se usa o banheiro fora de casa,
histórico médico, obstétrico e ginecológico, além de cirurgias, 
mudanças de medicação,
sintomas urinários ou sexuais coexistentes,
✅hábitos alimentares
✅estilo de vida (como nível de atividade), 
✅no momento apropriado, os pacientes devem ser questionado se eles têm história de abuso sexual (simmm, além do vaginismo, o anismo também tem fatores de abuso sexual como predisposição ao seu início).

- Aplicamos também alguns questionários, escalas e diários: entre eles a escala de Bristol, que é usada para determinar o aspecto das fezes; e o diário evacuatório, fazendo o paciente observar seus hábitos por uma semana ou mais.

[continua nos comentários]

Respondendo a pergunta de uma seguidora, hoje vamos conversar sobre o tratamento da constipação na fisioterapia pélvica. Antes de falar de tratamento, deixa eu explicar pra vocês como funciona a avaliação: - Primeiro começamos com uma conversa, chamada anamnese, onde vamos coletar inúmeras informações, entre elas: ✅hábitos intestinais anteriores (desde a infância, porque sim, nossos hábitos desde pequenininhos vão influenciar na vida adulta – 1/3 das crianças com constipação continuam a ter sintomas graves após a puberdade) ✅quando os hábitos mudaram, ✅o que os pacientes consideram normal, porque as percepções, influenciadas por normas sociais e culturais influenciam o relato de sintomas, ✅se usa o banheiro fora de casa, histórico médico, obstétrico e ginecológico, além de cirurgias, mudanças de medicação, sintomas urinários ou sexuais coexistentes, ✅hábitos alimentares ✅estilo de vida (como nível de atividade), ✅no momento apropriado, os pacientes devem ser questionado se eles têm história de abuso sexual (simmm, além do vaginismo, o anismo também tem fatores de abuso sexual como predisposição ao seu início). - Aplicamos também alguns questionários, escalas e diários: entre eles a escala de Bristol, que é usada para determinar o aspecto das fezes; e o diário evacuatório, fazendo o paciente observar seus hábitos por uma semana ou mais. [continua nos comentários]

26
4
6 days ago
Dentro do nosso intestino existem inúmeros neurônios e neurotransmissores responsáveis por emitir respostas emocionais e comportamentais.

Quem nunca sentiu aquela dor de barriga antes de uma prova?

E por que a palavra enfezada faz tanto sentido?

No nosso intestino, são produzidos cerca de 90% da nossa serotonina, que é o hormônio do bem estar e do nosso humor.

E quanto mais lento está nosso intestino 💩 menos serotonina nós temos circulando no nosso corpo.

Essa redução de serotonina está ligada a depressão, ansiedade e até a baixa autoestima.

Quem ai está enfezada hoje?

 #vamosjuntas

Dentro do nosso intestino existem inúmeros neurônios e neurotransmissores responsáveis por emitir respostas emocionais e comportamentais. Quem nunca sentiu aquela dor de barriga antes de uma prova? E por que a palavra enfezada faz tanto sentido? No nosso intestino, são produzidos cerca de 90% da nossa serotonina, que é o hormônio do bem estar e do nosso humor. E quanto mais lento está nosso intestino 💩 menos serotonina nós temos circulando no nosso corpo. Essa redução de serotonina está ligada a depressão, ansiedade e até a baixa autoestima. Quem ai está enfezada hoje? #vamosjuntas

31
2
7 days ago
A constipação é caracterizada a partir dos critérios de Roma IV, em:
- fezes infrequentes (menos de 3 evacuações por semana)
- esforço evacuatório
- sensação de evacuação incompleta
- necessidade de assistência digital para evacuar 
-  inchaço abdominal
- fezes duras ou irregulares

Afeta em maior intensidade mulheres em idade fértil (19-49 anos) 25-30%, do que em homens da mesma idade, 17-23%.

É o segundo sintoma gastrointestinal mais comum durante e após a gravidez. 

Estudos indicam que quase 40% das gestantes sofrem de constipação.
Além disso também é frequente após o parto,  tanto após a cesariana (57%) quanto após o parto vaginal (47%).

A constipação crônica pode ser primária ou secundária (atribuída a outra doença).

Os critérios de Roma IV para constipação primária são baseados em resultados de testes anorretais e categoriza os pacientes como tendo constipação funcional (CF), com predominância de constipação por síndrome do intestino irritável (SII) ou distúrbios defecatórios (DDs).

- Distúrbios defecatórios:  também chamados de obstrução funcional da saída, dissinergia anorretal ou disfunção do assoalho pélvico, são causadas por forças de propulsão retal reduzidas e/ou aumento da resistência a evacuação.

O aumento da resistência resulta da alta pressão anal em repouso (anismus) ou contração paradoxal ou relaxamento incompleto do assoalho pélvico e esfíncteres anais externos (dissinergia)

Outras anormalidades, especialmente sensação retal reduzida e deformidades estruturais (como retoceles e descida perineal excessiva), pode coexistir e ser primária ou secundária à constipação. 

E como isso acontece?
Acredita-se que resultem de
aprendizagem desadaptativa da contração do esfíncter, possivelmente iniciada por evitar a dor, ou trauma, ou até mesmo por negligenciar a chamada para defecar.

E você ainda acha que os hábitos intestinais não interferem no ritmo do seu intestino?

E você tem cuidado do seu intestino?

 #vamosjuntas

A constipação é caracterizada a partir dos critérios de Roma IV, em: - fezes infrequentes (menos de 3 evacuações por semana) - esforço evacuatório - sensação de evacuação incompleta - necessidade de assistência digital para evacuar - inchaço abdominal - fezes duras ou irregulares Afeta em maior intensidade mulheres em idade fértil (19-49 anos) 25-30%, do que em homens da mesma idade, 17-23%. É o segundo sintoma gastrointestinal mais comum durante e após a gravidez. Estudos indicam que quase 40% das gestantes sofrem de constipação. Além disso também é frequente após o parto, tanto após a cesariana (57%) quanto após o parto vaginal (47%). A constipação crônica pode ser primária ou secundária (atribuída a outra doença). Os critérios de Roma IV para constipação primária são baseados em resultados de testes anorretais e categoriza os pacientes como tendo constipação funcional (CF), com predominância de constipação por síndrome do intestino irritável (SII) ou distúrbios defecatórios (DDs). - Distúrbios defecatórios: também chamados de obstrução funcional da saída, dissinergia anorretal ou disfunção do assoalho pélvico, são causadas por forças de propulsão retal reduzidas e/ou aumento da resistência a evacuação. O aumento da resistência resulta da alta pressão anal em repouso (anismus) ou contração paradoxal ou relaxamento incompleto do assoalho pélvico e esfíncteres anais externos (dissinergia) Outras anormalidades, especialmente sensação retal reduzida e deformidades estruturais (como retoceles e descida perineal excessiva), pode coexistir e ser primária ou secundária à constipação. E como isso acontece? Acredita-se que resultem de aprendizagem desadaptativa da contração do esfíncter, possivelmente iniciada por evitar a dor, ou trauma, ou até mesmo por negligenciar a chamada para defecar. E você ainda acha que os hábitos intestinais não interferem no ritmo do seu intestino? E você tem cuidado do seu intestino? #vamosjuntas

35
3
8 days ago
O nosso intestino é dividido em delgado e grosso.

A função do intestino delgado é a mistura com secreções duodenais, otimizando a digestão, absorção de nutrientes e levar todo esse conteúdo para o intestino grosso através de movimentos peristálticos e de misturas.

Já a função do intestino grosso é a mistura, amassamento, lubrificação e excreção das fezes (defecação).

Nós temos algumas respostas do nosso intestino ao longo do dia:

- A resposta gastrocolônica começa logo, muitas vezes dentro de alguns segundos, após
comer e pode durar até 2 horas e meia.

- Contrações propagadas, ocorrem uma média de 6 vezes por dia, originam-se predominantemente no ceco ou cólon ascendente, causa movimento em massa do conteúdo do cólon, e muitas vezes precedem a defecação. 
Essas ocorrem mais frequentemente após acordar e após as refeições e pode ser responsável pela necessidade de defecar em indivíduos saudáveis.

Essas contrações podem gerar o nosso reflexo de defecação, que acontece assim:

Enchimento do reto 
⇓ 
Paredes do sigmóide e do reto se contraem e esfíncter anal interno relaxa 
⇓ 
Controle do esfíncter anal externo e voluntário 
⇓ 
Se defecação é postergada, o reflexo é inibido até o próximo movimento em massa (e isso pode ser que aconteça só no outro dia).

Por esse motivo que respeitar o nosso intestino é tão importante.

Importante lembrar também que vários fatores influenciam no bom funcionamento do nosso intestino, entre eles:
- Boa alimentação
- Atividade física
- Bons hábitos evacuatórios
- Boa ingesta de água.

Você tem cuidado do seu intestino?

 #vamosjuntas

O nosso intestino é dividido em delgado e grosso. A função do intestino delgado é a mistura com secreções duodenais, otimizando a digestão, absorção de nutrientes e levar todo esse conteúdo para o intestino grosso através de movimentos peristálticos e de misturas. Já a função do intestino grosso é a mistura, amassamento, lubrificação e excreção das fezes (defecação). Nós temos algumas respostas do nosso intestino ao longo do dia: - A resposta gastrocolônica começa logo, muitas vezes dentro de alguns segundos, após comer e pode durar até 2 horas e meia. - Contrações propagadas, ocorrem uma média de 6 vezes por dia, originam-se predominantemente no ceco ou cólon ascendente, causa movimento em massa do conteúdo do cólon, e muitas vezes precedem a defecação. Essas ocorrem mais frequentemente após acordar e após as refeições e pode ser responsável pela necessidade de defecar em indivíduos saudáveis. Essas contrações podem gerar o nosso reflexo de defecação, que acontece assim: Enchimento do reto ⇓ Paredes do sigmóide e do reto se contraem e esfíncter anal interno relaxa ⇓ Controle do esfíncter anal externo e voluntário ⇓ Se defecação é postergada, o reflexo é inibido até o próximo movimento em massa (e isso pode ser que aconteça só no outro dia). Por esse motivo que respeitar o nosso intestino é tão importante. Importante lembrar também que vários fatores influenciam no bom funcionamento do nosso intestino, entre eles: - Boa alimentação - Atividade física - Bons hábitos evacuatórios - Boa ingesta de água. Você tem cuidado do seu intestino? #vamosjuntas

35
0
8 days ago
Os exercícios para o assoalho pélvico são um segredo meu e seu.

Ninguém percebe que vc está fazendo.

Então, toda hora é hora.

E você, já contraiu seu assoalho pélvico hoje?

 #vamosjuntas

Os exercícios para o assoalho pélvico são um segredo meu e seu. Ninguém percebe que vc está fazendo. Então, toda hora é hora. E você, já contraiu seu assoalho pélvico hoje? #vamosjuntas

72
6
9 days ago
Hoje é o dia de arrumar uma mesa bonita, coloca aquela lingerie 🙃 e ver se os exercícios da fisio estão funcionando.
 
Aproveite pra ficar bem agarradinho, dar um chamego gostoso!

Que seja um dia cheio de amor. 💗💗

 #vamosjuntas

Hoje é o dia de arrumar uma mesa bonita, coloca aquela lingerie 🙃 e ver se os exercícios da fisio estão funcionando. Aproveite pra ficar bem agarradinho, dar um chamego gostoso! Que seja um dia cheio de amor. 💗💗 #vamosjuntas

17
0
10 days ago